Sistema SCA
Saiba como tornar a sua academia mais acessível

Saiba como tornar a sua academia mais acessível

30.08.2022 Gestão Dicas 30.08.2022
Tornar sua academia mais acessível é essencial para garantir uma melhor qualidade de vida a todos os públicos. Neste artigo, saiba como tornar a sua academia mais acessível!

Saiba como tornar a sua academia mais acessível

 

Tornar sua academia mais acessível é muito importante, já que permite que pessoas com qualquer tipo de limitação física ou psicológica, possam viver de forma independente e exercer seus direitos de participação social.

 

A acessibilidade dentro e fora das academias também garante uma melhor qualidade de vida a todos os públicos, entre eles: a pessoa com deficiência (PCD), melhor idade, pessoas no espectro autista, jovens, adultos, gestantes e crianças.

 

A percepção de que as pessoas com algum tipo de limitação física ou psicológica devem ter os mesmos direitos do que todas as outras, inclusive às atividades físicas, trouxe parques, quadras e academias para o centro do debate da acessibilidade.

 

Os ganhos de condicionamento físico, fortalecimento da musculatura e desempenho são as questões mais importantes para a reabilitação e aptidão física de pessoas com dificuldades de locomoção, por exemplo.

 

Entretanto, a prática de atividades por pessoas com deficiência, ainda se mostra cercada de preconceitos, capacitismo e falta de acessibilidade.

 

Dessa forma, uma academia mais acessível permite a inclusão e a socialização para todos os alunos.

 

Neste artigo, saiba como tornar a sua academia mais acessível com algumas dicas de adaptações em seu espaço e serviços, para que todos tenham os mesmos direitos de praticar atividades físicas e ter uma vida mais saudável.

 

Boa leitura!

 

A importância de ter uma academia mais acessível

 

Antes de sabermos como tornar sua academia mais acessível, é preciso entender sua importância.

 

A prática de atividades físicas é algo fundamental para a saúde física e mental de todos, já que ajuda, por exemplo, pessoas com deficiência física a ganhar mais força e equilíbrio.

 

Pessoas com deficiência que não praticam atividades físicas regularmente, correm o risco de atrofiamento de membros, perda de funções motoras, enfraquecimento muscular e diminuição da imunidade.

 

Por isso, a atividade física é essencial, contribuindo para aperfeiçoar a mobilidade, aumentar a autoestima e ampliar os laços sociais dessas pessoas.

 

A Lei Brasileira de Inclusão diz que a acessibilidade não trata apenas do deficiente motor, mas também do auditivo e visual.

 

Por isso, os proprietários das academias devem estabelecer critérios e parâmetros técnicos, desde o projeto, construção do empreendimento, assim como a instalação e adaptação de seus espaços, serviços e profissionais, às condições adequadas de acessibilidade.

 

 

 

 

 

O que é uma academia mais acessível?

 

Como comentado antes, a prática de atividades físicas e esportivas deve ser um direito de todos.

 

O discurso é bem humano, mas, na prática, isso nem sempre acontece.

 

Isso porque, muitas vezes, o acesso às academias não têm condições e profissionais especializados, que facilitam a acessibilidade de portadores de deficiência ou outros públicos, como a melhor idade.

 

Para uma academia ser mais acessível, é preciso ter adaptações que permitam que pessoas com alguma deficiência ou mobilidade reduzida sejam incluídas em atividades comuns e socializantes do dia a dia.

 

E para iniciar esse processo, é necessário ter um projeto de acessibilidade e profissionais experientes na área.

 

Um eficiente projeto de acessibilidade requer experiência e conhecimento prático das técnicas e normas, além de profissionais, como arquitetos, que respeitem a característica para desenvolvê-lo.

 

Pensando nisso, separamos alguns itens primordiais que devem ser considerados para uma academia mais acessível:

 

  • adequar a calçada em frente à academia para cadeirantes e deficientes visuais;
  • garantir o acesso seguro do exterior ao interior da academia;
  • interligar e eliminar todos os desníveis das áreas de uso comum;
  • adaptar o balcão de atendimento;
  • instalar mapa tátil e piso tátil direcional e de alerta para deficientes visuais e auditivos;
  • reformar o vestiário masculino e feminino, adaptando para pessoas com deficiência;
  • ter, no mínimo, um equipamento acessível por grupo de atividade, para uso de pessoa com deficiência;
  • ter profissionais capacitados para cada grupo de atividade e pessoas com alguma limitação física ou psicológica.

 

 

 

 

Como tornar sua academia mais acessível

 

Para tornar sua academia mais acessível, não adianta fazer um vestiário adaptado, se o cadeirante não consegue ir até ele, por exemplo.

 

Isso porque, para o deficiente, é mais confortável estar em um banheiro exclusivo, por conta da movimentação limitada.

 

E quando essas instalações acessíveis fazem parte de um vestiário comum, elas podem ser usadas por não deficientes.

 

Pensando nisso, nós do Sistema SCA separamos 6 pontos fundamentais para tornar sua academia mais acessível.

 

1- Estacionamento e calçadas de acesso

 

A acessibilidade tem que começar desde a chegada à academia.

 

Por isso, instale placas verticais no estacionamento com indicação para deficientes e pessoas com mobilidade reduzida.

 

Ofereça também condições para que essas pessoas se sintam bem recebidas em sua academia.

 

Outro passo importante é adaptar as calçadas de acesso, colocando rampas auxiliares.

 

Dessa forma, cadeiras de rodas ou pessoas com muletas entram na academia com facilidade.

 

 

 

 

2- Entrada e saída da academia

 

Nas entradas e saídas da academia é necessário que tenham rampas ou elevadores nos lugares das escadas e degraus, caso existam.

 

Caso a academia possua controle de entrada com catracas ou qualquer outro de identificação de alunos, é fundamental verificar se existe uma passagem com acessibilidade para as pessoas com deficiências e se os equipamentos de controle estão na altura adequada para estes alunos.

 

Um ponto importante também é que o balcão de atendimento tenha uma área que facilite a pessoa com deficiência, para falar com as pessoas da recepção.

 

Os balcões de atendimento devem conter uma parte mais baixa, com espaço para as pernas do cadeirante.

 

Além disso, deve ser prevista uma porta de acesso, pois a catraca pode ser impeditiva.

 

Para deficientes visuais, é necessário ter indicações em braile e piso tátil.

 

 

3- Portas e rampas de acesso

 

As portas, principalmente as dos banheiros, devem possuir sinalização visual e tátil com altura (A) entre 1,20 m e 1,60 m em plano vertical na parede adjacente à porta.

 

Já a maçaneta deve ter uma alavanca e acabamento recurvado.

 

É fundamental se atentar aos espaços de locomoção e rampas.

 

Isso porque para andar em linha reta, a passagem mínima para a cadeira de rodas é de 90 centímetros, sendo que, para fazer uma curva de 90 graus, é necessário um espaço de 1,20 m, e para uma curva de 180 graus, no mínimo um metro e meio.

 

No caso da rampa de acesso, há uma tabela de inclinação versus desnível a ser vencida.

 

Essa inclinação varia de 5% a 8,33%, sendo aceita em casos que eles chamam de excepcionais, se comprovado que não há outra solução.

 

Para desníveis grandes, em geral, é inviável colocar uma rampa, pela área que essa solução ocupa.

 

Nas rampas de acesso é necessário também ter corrimãos circulares, guia de balizamento, com altura mínima de 5 cm, e faixa de piso tátil de alerta do início ao fim.

 

 

 

 

4- Sanitários e vestiários feminino e masculino restritos

 

Para uma academia mais acessível é fundamental que os vestiários feminino e masculino devem ter barras de ferro para que as pessoas possam se apoiar.

 

É muito importante lembrar do espaço reservado para cadeira de rodas, muletas ou andadores, que são utilizados pelas pessoas com deficiência ou mais idosas.

 

Um outro ponto importante é checar se os sanitários de uso restrito possuem um dispositivo de emergência perto do boxe, em caso de acidentes.

 

As bancadas e pias também precisam ser adaptadas com pelo menos uma barra posicionada nas extremidades e a ter alavanca na torneira.

 

É fundamental que a academia possua ao menos um banheiro adaptado ou um banheiro coletivo, que contenha área exclusiva para uso de pessoas com deficiência.

 

Já o vestiário pode ser o mesmo utilizado por todos os demais alunos, desde que possua acessibilidade para todos.

 

 

 

 

5- Tenha aparelhos e profissionais adequados

 

Apesar de existirem alguns aparelhos adaptados no mercado, a maioria dos equipamentos utilizados pelos alunos em geral acabam sendo utilizados também por pessoas com deficiência.

 

Por isso, é importante providenciar as adaptações necessárias em todos os equipamentos da academia, garantindo acessibilidade a todos.

 

É fundamental também que a academia tenha profissionais formados e habilitados em educação física ou em fisioterapia.

 

Dessa forma, as séries e exercícios devem ser determinados de acordo com a capacidade de cada pessoa e orientada por um profissional capacitado.

 

Outro ponto importante é que exista orientação para as pessoas com deficiência visual, como uso de cartão em braile.

 

Apesar de ser um diferencial, manter um cartão de exercícios em braile permite que o aluno tenha maior autonomia e torna sua academia mais acessível.

 

 

6- Instale elevadores de acessibilidade

 

Para tornar sua academia mais acessível é preciso também ter elevadores que garantam o acesso das pessoas com deficiência.

 

A cabine ideal precisa ter largura de 90 cm e comprimento livre, de no mínimo, 1,40 m.

 

Já a porta deve ter visor com largura mínima de 60 cm, e borda inferior, de altura entre 30 cm e 90 cm do piso.

 

 

 

 

 

Academia mais acessível: como o SCA pode te ajudar?

 

Como vimos no artigo, é de suma importância investir em acessibilidade nas academias.

 

Isso porque você garante o direito das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, além de agregar, ao mesmo tempo, valor e diversidade de público em seu espaço.

 

Tornar sua academia mais acessível serve como uma valorização humana importante para o empreendimento e a inclusão de todas as pessoas em uma vida mais saudável e de atividades físicas.

 

E para deixar sua academia mais acessível, é preciso também organizar todos esses pontos de controle em um sistema de gestão de qualidade.

 

Com um bom sistema de gestão, você administra sua academia como controle de pagamentos atrasados, inadimplências, entrada e saída de alunos, fichas e cartões, além de te ajudar na organização de suas estratégias, para proporcionar um ambiente mais acessível.

 

E nós do sistema SCA oferecemos um software seguro, moderno e de qualidade a você, garantindo uma eficiente administração para academia.

 

Oferecemos também todo o suporte que você precisa contando com uma central de ajuda em nosso site, que possui informações sobre nossos planos, cursos e sistema.

 

Quer saber mais? Entre em contato e faça um teste grátis agora mesmo!

 

Não deixe também de acompanhar nossos conteúdos no blog!

 

Todas Postagens